terça-feira, 22 de outubro de 2013

Entrevista a Odete Canha

terça-feira, 22 de outubro de 2013
Esta semana a nossa convidada é Odete Canha, autora do livro infantil A Borboleta Mágica, e a quem agradecemos desde já a disponibilidade para responder às nossas perguntas.
Vamos ficar a conhecer um bocadinho mais desta autora:

HT: Como é que surgiu a ideia de publicar um livro?
Odete Canha:
Nasci e cresci, envolvida em mil e uma histórias lidas e inventadas  pelo meu pai, poeta popular, de 87 anos. Desde tenra idade que este me incutiu o gosto pela leitura e escrita.
Enquanto professora do 1º ciclo, iniciava sempre uma unidade didática com uma história inventada por mim, alusiva ao tema que iríamos tratar nas aulas seguintes.  Histórias que serviam como uma enorme motivação para facilitar as aprendizagens. Estar em contexto sala de aula, era entrar no mundo mágico das crianças, que é um mundo de sonho, onde me sentia realizada, com as histórias sempre presentes.

HT: A escolha do público-alvo infanto/juvenil, teve alguma coisa a ver com o facto de a Odete ter estado ligada ao ensino?
Odete Canha:
Evidentemente que sim.  Aposentei-me cedo, o que à partida pode ser considerado como um aspeto positivo, contudo as crianças fazem-me muita falta.
Foi a pensar nelas, em toda a fantasia que as rodeia, e na saudade de  me sentir de novo junto a elas, que escrevi este livro, que inicialmente foi pensado para oferecer às crianças da minha família, no Natal passado.
Mas…  a “Borboleta Mágica”, acabou com outra finalidade. Estar disponível no nosso país, para que qualquer criança possa desfrutar da sua leitura. E… Isso faz-me muito feliz.

HT: O que mudou na sua vida depois da edição do livro?
Odete Canha:
Mudou muita coisa. Essencialmente, sentir uma alegria renovada. Ser solicitada por várias escolas, para me encontrar de novo junto das crianças, com a finalidade de  falar-lhes sobre o meu livro,  contar-lhes a história, verem as lindas ilustrações que dão vida  à pequena obra,  que elas adoram…  Senti-las felizes  ao folhearem o livro, e sentir nelas uma grande vontade de desfrutarem da sua leitura. Tentar através da conversação à volta da “Borboleta Mágica”, aumentar-lhes/despertar-lhes o gosto pela leitura e escrita, é simplesmente fantástico. 
Ouvir o testemunho das crianças que já leram o livro, deixa-me extremamente emocionada.
Enfim, ter o privilégio de entrar de novo no mundo mágico, que são as crianças.
E…. toda a força, energia e motivação que tanto as crianças como os colegas, me transmitem para a escrita de uma nova história.

HT: Esta pergunta já se tornou um cliché nas entrevistas, mas não posso deixar de a fazer: Tem planos para publicar mais livros?
Odete Canha:
De acordo com o final da resposta anterior, sem sombra de dúvida! Escrever mais um livro, e outro e outro, …. É o meu desejo, que vou tentar concretizar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Histórias Transmitidas © 2014